quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

É Natal


É natal. Festa, frutas, bebidas, comidas, presentes, alegrias, tristezas... É natal, não cabe aqui questionar o que deveria e o que não deveria acontecer neste dia. Existem certas convenções que não entendo, que respeito, que não aceito. Mas, algumas delas eu cumpro direitinho. Presenteio, presenteio sempre. Hoje estou triste, não por ser Natal, não por falta da festa, por falta das frutas, das comidas, presentes ou bebidas. Nada disso me causaria tristeza. A minha tristeza é profunda, é cheia de um vazio cruel, é cheia de um pedido mudo, e pedidos mudos Papai Noel não atende. Há muito, Papai Noel anda meio chateado comigo. Lamento não ter consciência do que eu pude ter feito a ele que justifique sua indiferênça. Ao contrário, sou fã de Papai Noel, gosto até de imitá-lo as vezes. Seria isso, ou Papai Noel gostaria de ser magrinho assim como eu? Bobagem minha, Papai Noel tem mais o que fazer. A minha tristeza é um presente que não me dei, é só mais uma, mas é presente e isso não é bom. Não tenho que ser triste esperando nos outros, dias melhores pra mim. Posso ficar triste, mas esperando em mim mesmo a alegria e paz que eu possa merecer me proporcionar. Não quero mais, nunca mais, correr riscos, desafiar que outros desafiem também acreditarem no que acredito. Quero crescer cada vez mais em busca de tudo aquilo que sempre acreditei. Quero caminhar descansando à sombra das árvores que meu Senhor plantou. Quero continuar apostando na coerência que faz de mim o Homem que sou. Quero continuar amando meu próximo. Não quero esquecer de me lembrar de pedir sempre Perdão ao meu Deus pelas minhas faltas, pelas minhas dores às vezes não tão bem compreendidas por mim. Quero pedir perdão pelas minhas quedas, meus insuportáveis discursos que não levam a nada. Mas se hoje é Natal e esse é um momento de pedir... Peço, peço paz meu Senhor. Peço que acalentes meus sonhos, que abençoes minha alma e que não me permita andar para trás, nm agora nem nunca mais. Quem sabe num outro natal, mais pessoas estarão felizes, mais pessoas estarão saciadas, mais pessoas se transformarão em Papais Noéis. Se assim for pelo ao menos por um dia, já teremos evoluído muito. Quem sabe possamos ouvir muito mais pessoas cantarolando: " Noite feliz, noite feliz. Oh! Senhor, Deus de amor..." hacs