segunda-feira, 28 de maio de 2007

Minha conta no azul

Hoje pela manhã, resolví tirar um extrato das contas do meu coração pois sentia que algo estava diferente em mim; pois bem qual não foi minha surpresa ao constatar que me foi efetuado um crédito imenso de Amor, Fé e Esperança. Ora, não tardei em me decidir a ir as compras. Entrei numa loja onde a decoração eram estrelas e anjos por todas as partes, fui atendido por uma moça bela que ao me receber beijou-me o rosto e sorriu como dizendo-me: Amo você, retribuí na certeza de que ela entendeu também do meu amor. Passei a pedir-lhe tudo o que a minha ansiedade buscava, e ela prontamente me atendia: Amor, compaixão, paz, luz, compreensão. Coloquei tudo no meu coração e voltei pra casa. Novamente ao chegar em casa, consultei meu saldo e lá estava uma observação: Senhor Henrique, não te esqueças que quanto mais gastares, mais te será acrescentado, porém tenhas pressa, pois há muitos que estão com as contas no vermelho, mas antes de qualquer coisa, gaste um tanto com você mesmo, para que mais forte sendo, mais forte faça teu irmão ser.