quarta-feira, 2 de julho de 2008

Porque torço para o Fluminense...


Não foi simplesmente para rivalizar com meu irmão Cesar que escolhi o Fluminense para torcer. Confesso que era mesmo mais interessante torcer para um Clube que não fosse o dele, assim teríamos alguma coisa para nos entretermos naquelas quintas à noite e nas tardes de domingo, onde não tinhamos nenhuma outra diversão a não ser ouvir pelo Rádio os jogos dos nossos times. Moravamos em Barra do Corda, meu irmão parecia um Macaco subindo por todas as paredes afim de encontrar um melhor local para colocar aquele arame que servia como antena. Ele Flamenguista chato e fanático. Mais ou menos nessa época, assumiu a Presidência do Flu o Senhor: Francisco Horta, que simplesmente teve uma idéia fantástica, fortalecer todos os Clubes cariocas sem gastar quase nada pra isso. A fórmula foi a do troca troca, com excessão da contratação de Rivelino junto ao Corinthians. Foi assim que naquele instante o Rio de Janeiro foi mais do que nunca a maior vitrine do Futebol Sul americano. Vejamos: Rivelino, Zico, Roberto, Marinho, Gil, Paulo Cesar Caju, Toninho, Marinho Chagas, Doval, Manfrini, Rodrigues Neto, Dirceu, Cleber, Wendel, Junior...etc. E foi assim que me tornei tricolor. Onde o branco é mais branco (vide pó de arroz), o verde mais verde e o grená não é vermelho. Somos serenos, compenetrados, tranquilos, simpáticos e finalista da Libertadores. Por falar nisso, hoje é um dia Super especial para mim. Ficarei muito feliz se meu Clube ganhar esse título. Se não ganhar, ficarei Fluminense mesmo assim. hacs