sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Se queres a paz, prepara-te para a guerra

..    O adágio diz "se queres paz prepara-te para a guerra". Hoje vou abordar uma plataforma prevista, montada e desenhada nos textos sacros de Isaías, Ezequiel, Daniel, Jeremias, Evangelhos, Paulo de Tarso e por João autor do Livro de Apocalipse.

       Na semana iniciada no domingo, o primeiro dia da semana, 27/09, o mundo assistiu a um eclipse lunar total que produziu um fenômeno conhecido como lua de sangue (bloodmoon). Este fato por si só representa apenas mais um alinhamento astronômico (sol, terra, lua) e por algumas horas. Contudo, sempre está associado ao povo judeu (Israel) e suas festas religiosas: A deste mês de outubro são as festas da Colheita ou também chamada Festas das Tendas ou ainda, dos Tabernáculos.
Coincidentemente, a ONU criou na segunda-feira o Estado da Palestina, inimigo nº 1 de Israel. Outro país inimigo dos judeus é o Irã que suspira "acabar" com Israel.
        Em meio a este tabuleiro de xadrez, a Rússia resolve "peitar" os Estados Unidos e bombardear posições de rebeldes (treinados pela CIA) na Síria. EUA e Rússia se unem para extirpar um inimigo comum, o Estado Islâmico extremista. Neste ponto divergem sobre o presidente sírio Baschar Al-Assad. Os Estados Unidos o querem fora enquanto a Rússia o defende alegando não haver outro capaz de comandar a Síria neste momento. Por ora, os primeiros bombardeios russos foram contra rebeldes treinados pelos EEUU para derrubar Al-Assad. Deduz-se, portanto, que os objetivos das duas superpotências não são somente a derrocada do Estado Islâmico. E o perigo reside aí. O primeiro ataque já foi realizado. É um mau sinal. E sinais estão previstos na Bíblia e sempre acompanham o povo escolhido de Israel. Os meses seguintes vão clarificar muitas coisas. Toda a Europa poderá ser envolvida. Não podemos fechar os olhos para o que está acontecendo. Os fatos vão acontecendo aos poucos. Uma ação pode provocar reação. Como dizia Churchill numa guerra a primeira que morre é a verdade.
        Os sinais estão claros: falta de água no Brasil, um país que detinha a maior reserva de água doce do planeta; ataques violentos à família como instituição com aceitação de casamento homossexual; a crescente informatização de sistemas que nos deixam totalmente dependentes de computadores e senhas para transações comerciais (prenúncio do número 666?); e tantos outros sinais que precisamos estar vigilantes e atentos.
          Fiquemos atentos aos sinais, em permanente vigília e oração. "Vigiai e orai" não é isso que Jesus nos pede? Amados irmãos, a figueira está começando a brotar...