sábado, 22 de novembro de 2014

Remix de Sonhos e Pesadelos

Enquanto toca o cavaquinho, tocando a vida vai
Enquanto canta uma canção, cantando, um hino sai
Enquanto nina pro irmão dormir, levantando vai
Enquanto toca a vida em frente, trabalhando sai

Por tanto amor assim, o coração distrai
Por tanto fulgor assim, o infinito atrai
Por tanto querer bem, querer nunca é demais
Por tanto sonhar a paz, responderam nunca, jamais

Trocaram o disco, assassinaram a melodia
Mudaram o ritmo, não era noite, não era dia
Uns arranjos feios, mixados de ironias
Trocando sonhos por pesadelos numa triste sinfonia

E agora volta o jukebox, assim não tem mais quem mande
Quem tiver a moedinha, escolhe entre sonhos e pesadelos
Sem arranhões, sem interferências é só apertar que cante
Sem fita cassete, sem vitrolas, radiolas, desmantelos

Só não apaguem as chamas de quem por amor, ama sonhar
Não escureçam nem por um segundo, as vidas que iluminam o mundo
Com bastante competência e um pouco de paciência, quem sabe seja possível,
Mixar pesadelos em sonhos e transformar só em sonhos, esse pesadelo horrível.