sábado, 8 de janeiro de 2011

Papai, 08 de janeiro de 2011


Hoje é seu aniversário! Nós sabemos o quanto achamos tudo isso chato, não porque ficamos mais velho, mas porque somos anti formalidades e frases repetidas. Temos absoluta certeza de que somos únicos. Também não desconsideramos os parabéns de ninguém que insistem em nos lembrar de que lembram da gente e, nos querem bem. Mas, sinceramente, você é especial para mim e para meus irmãos. É por sua causa que estou aqui. Quando revejo sua trajetória de vida e de quantos obstáculos dificeis teve que superar é que entendo o seu "cansaço" às vezes diante de situações aparentemente simples de encarar. Posso mostrar, apontar, dizer aos outros: Esse Homem foi que me trouxe aqui. Foi a ele que Deus confiou minha vida. Ele é meu Pai. Olha, sou grato a Jesus por você, muito grato mesmo. Gostaria que acreditasse nisso, é tão simples. Não tente encontrar respostas para muitas perguntas que talvez agora sua mente esteja fazendo. Elas não servem pra nada. Saiba que penso que Pai é algo que não se compara. Se alguma coisa insiste em lhe perseguir, martelando sua cabeça, respire, deixe passar... Cuide-se bem, porque isso alegrará ainda mais meu espírito. Se pela sua cabeça passa a sensação de que em relação a nós dois tudo poderia ser melhor, saiba que também isso acontece comigo. É por essas coisas que novamente agradeço a Deus que nos permite consertar falhas antigas e recomeçarmos a cada dia aquilo que ele planejou pra gente. Meu Pai é letrado, mas não fico nem um pouco constrangido em colocar aqui meu pobre Portugues ruim. Então, Papai, receba de mim um abraço apertado, sabendo que te amo de todo meu coração.