quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Pai entre a Terra e o Céu

Antes que meu sol se ponha
quero ver a última cegonha
carregando minha última visão:
Sonhos, muitos sonhos animados,
uma esfera imensa rodeada de estrelas
lá no alto.
Cá, em baixo,
uma volumosa e deliciosa cesta
de fartura
de tudo tudo.
A fome em nuvens se diluindo.
O calor do sol abrigando de amor
a esperança verde
A população do bem crescendo
tão multiplicativa
quanto a generosidade e desejo de um grande
PAI...

José Anastácio Carvalho Soares, é funcionário aposentado do Banco do Brasil, letrado, poeta e agora asina uma coluna em nosso blog