sexta-feira, 21 de novembro de 2008

A Seleção Brilhou?


Ha muito não falo de futebol, mas desta vez atendendo a um pedido do "futuro craque do Vasco" Juninho, meu sobrinho, resolvi comentar o que achei da última apresentação da nossa Seleção. Na noite de quarta feira, na inauguração do Bezerrão, estádio situado na cidade satélite do Gama, fomos brindados com uma bela exibição de nosso selecionado. Devemos levar em conta que Portugal parecia muito mais preocupado em voltar pra casa do que fazer frente ao Brasil. O Cristiano Ronaldo por exemplo eu não vi em campo. É aquele dia em que nada dá certo para um lado e em contrapartida tudo sai perfeito pro outro . Eu jamais em tempo algum imaginei um tal de Maicon fazer um gol daqueles. Jamais pensei em passar noventa minutos sem xingar aquele tal de Kleber. Mas o que vimos é que quem joga bem, nessa noite jogou muito mais. Kaká, parecia dois em um. Robinho fez o que queria e que não queria Elano, lembrou Nelinho naquele chute contra a meta de Dino Zoff na Copa da "vergonha" realizada na Argentina. Tem mais, o nosso técnico saiu ileso nessa noite. Esqueceram dele. Naquela noite, seria Portugal ou qualquer um. Aproveito a ocasião pra falar o que não entendo nos critérios da Fifa pra escolher o melhor jogador do mundo. segundo é comentado, o Kaká não será eleito pois jogou muito pouco na temporada. Eu prgunto; Quanto mais ele deveria jogar pra ter que provar que o título que a FIFA lhe dera no ano anterior foi justo? será que a FIFA desconfia que o Kaká desaprendeu. Olha que se isso aconteceu, eu não aconselho que Cristiano Ronaldo seja o cara com bagagem pra reensiná-lo. Sendo assim que seja eleito o português, enquanto outro brasileiro também do MIlan se encarrega a ensinar o que o Kaká ainda não sabe.